sábado, 21 de outubro de 2017

Tempo excelente: TODOS a Vila Franca!



Rui Bento: os pontos nos iis em entrevista ao site "toureio.pt"


"Se saísse agora do Campo Pequeno continuava o mesmo Rui Bento Vasquez e com a mesma força na Tauromaquia?".
Responde o antigo matador de toiros, apoderado e gestor da primeira praça do país:
"Tenho um nome na tauromaquia, nome esse construído na base de uma carreira como matador de toiros, durante a qual, se não fui a figura que sonhei ser, fui um toureiro orgulhoso que nunca voltou a cara às adversidades e obtive triunfos importantes. Tenho construído uma carreira como homem de negócios taurinos, iniciada como apoderado ligado á Casa Chopera, que motivou logo no final da primeira temporada um galardão como Apoderado Revelação. Desenvolvi a minha actividade em Portugal, Espanha, França e América Latina. Ao longo dos anos venho apoderando vários toureiros e hoje apodero duas figuras da nova vaga: uma em Portugal, João Moura Júnior e outra em Espanha, Juan del Álamo. No campo empresarial o trabalho desenvolvido ao longo de 12 temporadas fala por mim. Nada disto me podem tirar…com Campo Pequeno ou sem ele".
Este é apenas um curto excerto da longa e esclarecedora entrevista concedida por Rui Bento (foto) a Hugo Calado no site toureio.pt, na qual o director de Tauromaquia da praça do Campo Pequeno põe muitos pontos nos iis. Por exemplo, àcerca da temporada que há uma semana encerrou, afirma:
"(...) Vieram ao Campo Pequeno os artistas que, efectivamente quiseram vir, como aliás já deve ter depreendido do rumo que esta entrevista tem tomado, rumo esse que o Hugo definiu. Poderia repetir-lhe os nomes das grandes figuras internacionais do toureio que estiveram no Campo Pequeno. Já o fiz, mas enumero, ainda assim os nomes dos cavaleiros portugueses: João Moura Antonio Telles, Luis Rouxinol, Rui Fernandes, Rui Salvador, Filipe Gonçalves, Moura Caetano, João Moura Júnior, Manuel Ribeiro Telles Bastos, Francisco Palha, os grupos de forcados de maior nomeada (Santarém, Montemor, Lisboa, Vila Franca de Xira, Alcochete, Aposento da Moita e outros) e as ganadarias Grave, Teixeira, Vinhas, Varela Crujo, Passanha, Veiga…".
E questionado sobre como reage às críticas que tem recebido por parte de alguma imprensa taurina, afirma:
"O lugar que ocupo, como gestor taurino do Campo Pequeno é um lugar de grande visibilidade e, como sabe, quanto maior a visibilidade, mais expostos estamos ao aplauso e à censura. Reajo bem. Tenho uma postura perante a vida que me faz sentir preparado para lidar bem com as criticas positivas e as negativas. As negativas algumas vezes fazem-me sentir ainda mais o meu espírito cristão. Quando Jesus Cristo exalava o último suspiro na cruz, perdoou aos seus algozes exclamando “Pai, perdoa-lhes que não sabem o que fazem”. Por vezes sinto-me a parafrasear Cristo: Pai, perdoa-lhes que não sabem o que escrevem!”.
Sobre o facto de "o Campo Pequeno estar à venda" e respondendo à pergunta de Hugo Calado se irá continuar ou não no lugar que ocupa, seja qual for a administração, diz Rui Bento:
"Isso é pura futurologia. Nem sequer é questão que se ponha neste momento".
Uma entrevista para ler em www.toureio.pt

Foto Maria Mil-Homens




Vila Franca, hoje: lá estaremos TODOS, Zé Palha!



Hoje e amanhã: Mercado de Vinhos no Campo Pequeno


Fotos D.R./@Campo Pequeno

Ontem, 6ª feira: 7.583 leram o "Farpas"


Visualizações de páginas de hoje
860
Visualizações de página de ontem
7 583
Visualizações de páginas no último mês
295 921
Histórico total de visualizações de páginas
19 016 984

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Amanhã, todos a Vila Franca: Amigos evocam José Palha

Foto Hugo Teixeira
Maria do Carmo Infante da Câmara com Peu Torres, um dos grandes
dinamizadores do Festival que amanhã se realiza em Vila Franca para 
homenagear a memória do nosso querido amigo José Palha
Foto Emílio de Jesus


“Zézinho querido 
Que vai ser de nós na Golegã sem si!
Grandes negociatas, grandes patuscadas lá tivemos juntos! Até madrinha de ‘alternativa’ lá fui sua! Numa negociata de que tanto nos divertia, diz-me um cigano ‘Oh D. Maria, parece que estou a negociar com o Sr. Zé Palha!’. Tal era a nossa fama… mas quem sai aos seus não degenera, e com isto ficam as grandes saudades, mas também as grandes recordações” 

- Maria do Carmo Infante da Camara


Moura Jr., Francisco Borges e ganadaria Silva triunfadores do ano em Montemor

Triunfo apoteótico de João Moura Jr. na corrida de Setembro elegeu-o como
cavaleiro triunfador do ano na praça de Montemor
Francisco Borges: pega brilhante a 3 de Setembro valeu o troféu de melhor
forcado do ano em Montemor

A selecta Tertúlia Montemorense, presidida por João Reis, reuniu num jantar que teve lugar no restaurante "O Bacalhau" e elegeu os triunfadores da temporada na praça de toiros de Montemor-o-Novo: o cavaleiro João Moura Júnior, pela sua grande actuação na corrida de 3 de Setembro; o forcado Francisco Maria Borges, dos Amadores de Montemor, também pela histórica pega que fez nessa mesma corrida; e o toiro nº 24 da ganadaria de Herdeiros do Dr. António Silva, lidado em sexto lugar pelo cavaleiro João Telles também a 3 de Setembro, considerado o mair bravo da temporada em Montemor.
A entrega dos prémios será no próximo dia 24 de Novembro, durante um jantar no qual serão também entregues os prémios referentes à temporada de 2016 e em que se prestará homenagem a Mestre Luis Miguel da Veiga pelos seus 50 anos de alternativa.

Fotos Maria Mil-Homens


Amanhã, sábado: todos a Vila Franca!


Foto PPC Produções

Última corrida do ano no dia 29 em Évora



Na foto, um dos toiros da ganadaria São Torcato para a última corrida do ano que no próximo dia 29 se realiza em Évora e que será a segunda da Associação de Dadores Benévolos de Sangue do distrito de Évora.
Toureiam os cavaleiros Rui Salvador, Francisco Cortes, Gilberto Filipe, Manuel Telles Bastos, Francisco Palha e o praticante António Prates, a revelação desta época de 2017.
Pegam os forcados de Santarém e de Évora.

Foto Florindo Piteira

Rui Bento viaja para Acho (Perú) com Juan del Álamo



Rui Bento viajará para Acho, no Perú, no início de Novembro, onde actuará na Feira del Señor de los Milgaros, no dia 12, o matador que apodera, Juan del Álamo, formando cartel com Fernando Roca Rey e Joselito Adame.
A Feira de Acho, cujo cartaz (ao lado) também rende homenagem ao centenário de "Manolete", está composta por seis espectáculos com início a 5 de Novembro e a parricipação de grandes Figuras do toureio mundial, como Enrique Ponce, Andrés Roca Rey, Sebastián Castella, Ginés Marín, José Maria Manzanares, Paco Ureña, Manuel Ecribano, José Garrido e outros.

Foto Ricardo Relvas


Inédito: David Gomes e Nuno Casquinha a duo amanhã às portas de Madrid



O cavaleiro praticante David Gomes e o matador de toiros Nuno Casquinha (fotos de cima) toureiam amanhã "mano-a-mano" em Villanueva del Pardillo (Madrid) numa corrida inédita que tem apenas a participação dos dois toureiros portugueses... que lidarão dois novilhos-toiros cada, da ganadaria de Marcos Nuñez e um quinto a duo.

Fotos Maria Mil-Homens e D.R./@Nuno Casquinha


José Manuel Correia Lopes e seu filho Francisco homenageados amanhã em Lisboa pela Tertúlia Círculo T


O antigo cavaleiro tauromáquico José Manuel Correia Lopes e seu filho, o cavaleiro praticante Francisco Correia Lopes (ambos na foto ao lado com o apoderado Francisco Farinha), são amanhã, sábado, homenageados pela Tertúlia Círculo T durante um jantar que vai ter lugar, a partir das 20h30, no restaurante Club do Operário, em Lisboa (Campo Pequeno).
José Manuel Correia Lopes, que com apenas 8 anos de idade se apresentou no Campo Pequeno, era afilhado de baptismo do saudoso cavaleiro Joaquim José Correia "Quim-Zé" e recebeu a alternativa, concedida por Mestre David Ribeiro Telles, a 12 de Julho de 1975 na Monumental de Cascais.
Na fase final da sua carreira e depois de ter sofrido nos anos 70 uma grave colhida em Santarém, quando lidava um toiro de Murteira Grave, que o fez perder uma vista, foi apoderado por Fernando Camacho.
Seu filho é hoje um dos mais destacados cavaleiros praticantes, tendo já conquistado dois importantes triunfos no Campo Pequeno.

Foto Florindo Piteira

"Cachapim" oferece cavaleiro, quadrilha e toiro para corrida a favor das vítimas dos incêndios


José Manuel Ferreira Paulo "Cachapim" endereçou uma carta à Comissão Organizadora da Corrida de Apoio às Vítimas dos Incêndios, que em Março de 2018 se realizará na Monumental de Santarém, colocando o cavaleiro que apodera, João Salgueiro da Costa, bem como a sua quadrilha, à inteira disposição para actuar graciosamente no referido espectáculo.
O apoderado vai mesmo mais longe e disponibiliza-se para, "a título excepcional e dada a gravidade dos acontecimentos e a situação em que se encontram as vítimas desta tragédia", a oferecer a título gratuíto o toiro que o João se propõe lidar, "uma vez que, como agente da Festa, também quero manifestar a minha solidariedade".

Foto Emílio de Jesus


Bom tempo para o Festival de amanhã em Vila Franca

Um brinde com o meu querido amigo Zé Palha! Amanhã lá estaremos
todos em Vila Franca para te lembrar!


Apesar de as previsões apontarem para céu parcialmente nublado, não vai chover amanhã. A arena da praça de toiros "Palha Blanco" está desde o início da semana totalmente coberta por uma lona para fazer face à chuva que tem caído e as condições do ruedo estarão, por isso, propícias à realização do grande Festival Taurino em que, a partir das 15h30, se vai render significativa homenagem à memória do nosso querido amigo José Palha, ainda e sempre uma referência incontornável do meio taurino.
Pela arena de Vila Franca desfila amanhã um verdadeiro naipe de primeiras Figuras: João Moura, António Telles, Diego Ventura, Filipe Gonçalves, Duarte Pinto e Francisco Palha. As pegas estarão a cargo dos grupos de forcados Amadores de Santarém e Amadores de Vila Franca, respectivamnete comandados por João Grave e Ricardo Castelo.
Lidam-se seis toiros da afamada ganadaria Prudêncio.
Nas cortesias, num momento de prometida emoção, vão participar os netos de José Palha.

Foto D.R.



Campo Pequeno: já abriu o Mercado de Vinhos!


Amanhã, todos a Vila Franca: Amigos evocam José Palha

José Infante com seu primo José Palha, que amanhã todos vamos lembrar
no grande Festival na "Palha Blanco"
Foto D.R.



"Primo Zé,
No dia 21 de Outubro em Vila Franca, todos os pensamentos vão para ti.
Obrigado por todos os bons momentos juntos, que foram muitos.
Parabéns pela dignidade com que viveste a tua curta vida, e bem difícil no seu final.
Um beijo amigo e até sempre!"

- José Infante da Câmara

Forcados Amadores de Alcochete na Temporada Grande da Plaza México



O consagrado Grupo de Forcados Amadores de Alcochete, comandado por Nuno Santana, integra um dos cartéis da primeira metade da Temporada Grande na Monumental Plaza México, a maior do mundo, onde actuará no dia 1 de Janeiro de 2018 pegando três toiros de San Marcos num "mano-a-mano" com os Forcados Mazatlecos. Actuam os rejoneadores Emiliano Gamero, Luis Pimentel e Sebastián Torre (cartaz ao lado).
A Temporada Grande abre a 19 de Novembro com um mano-a-mano dos matadores "El Juli" e Joselito Adame, com toiros de Herdeiros de Teófilo Gómez.
Pablo Hermoso de Mendoza actuará na segunda corridam a 26 de Novembro, ao lado dos matadores Cayetano Rivera Ordoñez, Arturo Saldívar e Leo Valadez, que confirma a alternativa.
A terceira corrida, a 3 de Dezembro, tem cartel formado pelos matadores Jorge Hernández, Enrique Ponce, Joselito Adame e "El Payo".
A 10 de Dezembro actuam Sebastián Castella, Sérgio Flores, Ginés Marín e Luis David Adame e a 12 tem lugar a grande corrida a favor das vítimas dos terramotos com um "cartel monstro" formado pelo rejoneador Pablo Hermoso de Mendoza, José Tomás, "El Juli", José Maria Manzanares, Joselito Adame, "El Payo", Sérgio Flores e Luis David Adame.
A 17 de Dezembro toureiam o rejoneador Andy Cartagena e os matadores Fermín Rivera e Juan Pablo Sánchez; e a 25 de Dezembro, Dia de Natal, o cartel esté formado por Fabián Barba, António Romero e Gererdo Adame.

Fotos D.R.


Ontem, 5ª feira: 7.875 leram o "Farpas"


Visualizações de páginas de hoje
2 112
Visualizações de página de ontem
7 875
Visualizações de páginas no último mês
298 904
Histórico total 
de visualizações 
de páginas
19 010 653

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Sábado: todos os caminhos vão dar a Vila Franca!



Mercado de Vinhos arranca já amanhã no Campo Pequeno com 140 expositores


O Mercado de Vinhos do Campo Pequeno está de volta a partir de amanhã, sexta-feira, dia 20 e até domingo, 22 de Outubro, na sua 6ª edição, com um total de 140 expositores. A comemorar 125 anos de existência, a praça lisboeta foi brindada com uma adesão muito grande ao evento por parte dos expositores, tendo esgotado a sua lotação com um mês de antecedência e registado um número de pedidos de inscrição largamente superior à capacidade.
A CVRTejo é a região convidada, beneficiando de um destaque especial naquele que é considerado um dos mais importantes eventos do panorama vitivinícola nacional para apoio de pequenos e médios produtores, onde irá apresentar vinhos empolgantes e estilos diferenciados, oferecendo ao consumidor qualidade a bom preço. A região do Tejo segue-se ao Algarve, que se apresentou na edição anterior com um conjunto de produtores estreantes na iniciativa e que, dado o sucesso que registou, vai repetir a experiência.
Para além desta novidade, o Mercado de Vinhos vai contar ainda com a estreia da realização do 4º Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola, em parceria com a Associação de Escanções de Portugal, que se destina a produtores e cooperativas de todas as regiões vitivinícolas do país e oferece aos expositores do Mercado de Vinhos condições especiais de participação na iniciativa.
Durante três dias, os visitantes poderão provar e comprar uma vasta selecção dos melhores vinhos portugueses das várias regiões representadas no certame: Açores, Alentejo, Algarve, Bairrada, Beira Interior, Dão, Douro, Lisboa, Península de Setúbal, Tejo, Trás-os-Montes, Vinho Verde, bem como espumantes.
Mas a gastronomia não foi esquecida. Cegarrega, produtores de queijos de Sousel, vão dar a conhecer e a provar um conjunto de produtos nacionais de pequena produção mas de grande qualidade. Em estreia contamos com a marca DoMonte, que se destaca com a perdiz de escabeche ou o chouriço de veado, entre outras especialidades de caça. Ainda de realçar os maranhos do Dom Iguarias, com o verdadeiro sabor da Beira Baixa. Numa vertente biológica, a Mother Bio, que apresenta o arroz com curcuma e legumes ou a granola de cacau e lima, e ainda…compotas, chutneys, patés, chocolates, alheiras, presuntos e doçaria, numa mostra de verdadeiras delícias.
O evento levará a cabo um conjunto de iniciativas ligadas ao vinho. O BYOB permitirá que o visitante compre o vinho no Mercado e o leve para ser consumido num dos restaurantes do Campo Pequeno, sem qualquer custo. Por outro lado, sábado e domingo, terá lugar um circuito acompanhado com a wine educator Teresa Gomes, que fará a visita aos expositores, para partilha de histórias de vinho, acompanhadas por provas comentadas.
“A adesão espectacular que o Mercado de Vinhos teve este ano e que excedeu completamente as nossas expectativas, só pode significar que o percurso que temos feito para proporcionar aos pequenos produtores um espaço de visibilidade, e aos visitantes um espaço de descoberta, está a cumprir em pleno com o seu objectivo. O Mercado de Vinhos assume-se cada vez mais como o evento de referência do mercado vitivinícola nacional”, refere Vasco Cornélio, Director de Eventos e Espectáculos do Campo Pequeno.
“É com grande orgulho que colaboro nesta iniciativa tão importante para apoiar a divulgação do vinho e promover o negócio e o networking entre todos os agentes do mercado: produtores, escanções, restauradores e todos os visitantes que apreciam vinho”, comentou Teresa Gomes, wine educator da House Of Wines.
O Mercado de Vinhos é uma organização conjunta do Campo Pequeno e da House Of Wines e funciona entre as 15h00 e as 22h00 no dia 20, entre as 12h00 e as 22h00 dia 21, e entre as 12h00 e as 20h00 dia 22 de Outubro. O bilhete de entrada tem um valor de 3€ sem copo e de 6€ com copo.


Nuno Casquinha: 4 orelhas na última corrida da sua triunfal campanha no Perú



Nuno Casquinha encerrou a sua triunfal temporada no Perú conquistando ontem o galardão que o consagrou como máximo triunfador da corrida celebrada em Santa Cruz de Andamarca (Huara), onde lidou superiormente dois toiros das ganadarias de San Pedro e Camponuevo, cortando as duas orelhas a cada um deles e saindo apoteoticamente em ombros ao lado dos seus companheiros de cartel, Emílio Serna (silêncio e duas orelhas) e Sebastián Vela (duas orelhas e orelha).
Nuno Casquinha já se encontra em Portugal para no próximo sábado, dia 21, fechar a sua temporada europeia na localidade espanhola de Villanueva del Pardillo, onde vai actuar "mano-a-mano" com o cavaleiro luso David Gomes.

Fotos D.R./@Nuno Casquinha

Jantar super agradável com a Tertúlia "Valores e Tradições"


Miguel Alvarenga - A selecta Tertúlia "Valores e Tradições", presidida pelo meu "velho" amigo Francisco Mira, antigo e sempre lembrado forcado dos Amadores de Montemor, deu-me ontem a honra de me ter como convidado no seu agradabilíssimo jantar no restaurante do Jockey Clube, na Sociedade Hípica Portuguesa, em Lisboa.
Gente ilustre e muitos amigos meus de longa data - de que, se ninguém ficar magoado (não ficam, de certeza), quero aqui destacar o meu querido João Quintella. Por tudo. Obrigado por teres estado.
Falou-se de toiros, falou-se de forcados, do actual panorama da nossa Festa e até dos momentos hilariantes da minha prisão aos fins-de-semana no Linhó (2010).
Fundada em 2006, este foi o 117º jantar da Tertúlia "Valores e Tradições", cuja própria designação dispensa comentários e fala por si das causas que defende e projecta.
O primeiro jantar teve por convidado o também meu distinto amigo Manuel Andrade Guerra. Seguiram-se nos últimos anos, até ontem me darem a honra de ser eu, muitos ilustres convidados, não só do meio taurino, como Fernando Santos, treinador da Selecção Nacional; Óscar Cardoso, antigo inspector da PIDE; Marcelino da Mata, o militar mais condecorado do Exército português; e muitas figuras da vida tauromáquica, entre as quais Rui Bento, José Luis Gomes e seus filhos, os ganaderos Miura, o matador Eduardo Dávila Miura e tantos mais.
Adorei. A todos, muito obrigado por tão honrosa distinção.

Foto D.R.


Morante regressa em 2018 apoderado por Manolo Lozano


Segundo revela hoje o jornal espanhol "ABC", o matador Morante de la Puebla regressará na próxima temporada às arenas, como o próprio confirmou na passada quinta-feira ao "Farpas" e o seu novo apoderado será o veterano Manolo Lozano, com quem assistiu à corrida de gala de encerramento da temporada no Campo Pequeno (foto).
"É um taurino independente e dos de arte", afirmou Morante ao "ABC", acrescentando: "Manolo é quem está mais próximo de mim nestes momentos. A sua experiência e o seu talento animam-me muito".
Questionado sobre a data e a praça da reaparição, disse o matador: "Ele está contribuindo para me ilusionar, mas há que esperar. É cedo para tomar decisões sérias".
Morante anunciou há dois meses a sua retirada das arenas, depois de ter actuado mano-a-mano em "El Juli" em El Puerto de Santa Maria. A decisão caíu como um balde de água fria no meio taurino. Foi a terceira vez que Morante de la Puebla anunciou retirar-se das arenas. A primeira foi em 2004 e a segunda em 2007.
"Vou-me embora do toureio. Os presidentes e os veterinários aborrecem-me. O toiro tão grande que sai hoje vai contra o toureio de arte, já não posso mais", disse na altura, sem contudo fechar a porta a um possível regresso: "Pode ser que algum dia volte aos ruedos".
A porta parece estar agora entreaberta e pela mão do experiente Manolo Lozano, que já foi empresário da Monumental de Madrid e já apoderou importantes figuras do toureio como Roberto Domínguez, Ortega Cano e "El Juli".

Foto Maria Mil-Homens

Mercado de Vinhos arranca amanhã (até domingo) no Campo Pequeno



Antigo novilheiro desaparece misteriosamente



Está desaparecido desde segunda-feira, dia 16, o antigo novilheiro Ignacio González Valverde, de 29 anos, natural de Córdoba, que foi avistado pela última vez em Fuengirola (Málaga).
Valverde retirou-se das arenas há alguns anos sem chegar a tomar a alternativa de matador de toiros e dedicava-se à exploração de uma adega de vinho no Mercado de la Galería, em Fuengirola.
Segundo o jornal "ABC", o ex-novilheiro falou com a mãe ao telefone na manhã de segunda-feira, marcando um encontro com ela para a tarde, mas nunca chegou a aparecer.
Nas redes sociais, familiares e amigos têm lançado apelos e pedido a colaboração de todos para o encontrar. Ao lado, uma publicação na rede social Twiter.

Fotos Ana García e D.R.


Próximo sábado, todos a Vila Franca: Amigos evocam José Palha

Foto Maria Mil-Homens
Foto D.R.


"Conheci o Zé de forma superficial mas isso não me impede de lhe ter reconhecido um papel importante no nosso meio, onde a tradição, a paixão pela terra, em particular pelos cavalos e pelos toiros, e o amor à família, espelhavam bem o seu carácter e o mote da sua vida. Soube atempadamente assegurar a continuidade do seu saber e da sua obra, honrando com a sua postura e com a vivência com os seus amigos o enorme peso do nome Palha que carregava. Em meu nome, e da CAP, aqui expresso uma singela mas sentida homenagem ao Zé, deixando um forte abraço amigo a toda a Família"

- Eduardo Oliveira e Sousa
(Presidente da CAP)